BMW em SC: um sonho realizado


A BMW de Santa Catarina atingiu mais um marco histórico neste mês. A fábrica instalada no Norte catarinense chegou aos 30 mil carros do modelo Série 3 montados na unidade brasileira. A nova conquista engrandece a trajetória deste sonho, que se tornou realidade graças ao trabalho de grandes profissionais e do compromisso de Santa Catarina com a inovação e o empreendedorismo.


Entramos numa briga de gigantes para conquistar o investimento da BMW. Até então, todas as tentativas de trazer uma fábrica de veículos para Santa Catarina haviam falhado. É justo pontuar a presença forte da GM por aqui, porém o foco da empresa americana aqui são peças e partes. O sonho de ter veículos saindo de uma linha de produção catarinense ainda não tinha sido realizado. Em 2011, surgiu uma oportunidade de ouro. O destino reservou para Santa Catarina não apenas uma montadora, mas a mais inovadora de todas.


A notícia de que a empresa pretendia se instalar na América Latina, possivelmente no Brasil, apareceu no nosso radar naquele ano. Eu, como secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, e o então secretário executivo de Assuntos Internacionais, Alexandre Fernandes, iniciamos as conversas. Para chamar a atenção dos alemães e entrar forte na disputa com São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, precisávamos ousar. Na nossa primeira reunião com o presidente da BMW do Brasil, Jörg Dornbusch, não nos apequenamos diante do desafio. Logo de cara, deixamos claro que estávamos 100% comprometidos em fazer acontecer. “Viemos aqui porque escolhemos a BMW para ser a montadora que vai se instalar em Santa Catarina.” Com esta declaração, quebramos o gelo, conquistamos a atenção e nos posicionamos como umas das principais opções na disputa.


Dali em diante foram meses de muito trabalho, inovando a cada passo, buscando abordagens inéditas para vencer todas as exigências do extenso caderno de encargos da empresa para investimentos. Nem mesmo os esforços do Governo Federal da época, que desejava ver a BMW bem longe de Santa Catarina, foram suficientes para nos impedir de chegar na frente. Em outubro de 2012, a BMW confirmou a sua escolha por Santa Catarina.


O aprendizado em atração de investimentos naqueles 530 dias de negociações com a BMW por si só já é um legado para o estado. Dois anos depois do anúncio, o nosso sonho saiu do papel. Santa Catarina é hoje a casa da maior fabricante de veículos premium do Brasil, onde trabalham 800 pessoas. A planta logo deve superar outra marca histórica: a de 100 mil veículos produzidos – somam-se aí os modelos X1 (o mais produzido), Série 3, X3, X4 – para atender o mercado interno e exportar para os países vizinhos.


O que a BMW viu em Santa Catarina naquele momento não havia em nenhum outro lugar do Brasil: um estado que estava se preparando para os desafios da nova economia com uma visão clara do caminho a seguir rumo ao futuro. Implantado por nós na Secretaria do Desenvolvimento Econômico, o programa SC@2022 era o símbolo dessa visão. Suas ações atuaram em diversas frentes para fortalecer a nova economia catarinense e consolidar essa visão de futuro a partir da injeção de inovação e sustentabilidade por toda a nossa cadeia produtiva — de quem trabalha com materiais recicláveis até a BMW. A vinda da empresa alemã é a joia da coroa de um verdadeiro plano de Estado que conseguimos realizar. Santa Catarina estava na crista da onda e a BMW escolheu surfá-la conosco.